domingo, 21 de agosto de 2011

FILMES DO CORAÇÃO - PARTE 16

CIDADÃO KANE+

PLANO 9 DO ESPAÇO SIDERAL=

ED WOODCOMENTÁRIO:
O melhor filme de Tim Burton (do ladinho de Edward - Mãos de Tesoura), esta bela cinebiografia do chamado "pior cineasta de todos os tempos" é uma declaração de amor ao cinema.
No filme, acompanhamos as tentativas de Ed Wood de se consolidar como um diretor de cinema. Para isso, ele cerca-se de atores um tanto estranhos (a apresentadora Vampira, o lutador Thor Johnson) e dirige seus próprios roteiros, que envolvem, monstros, zumbis, cientistas malucos e trocas de sexo.
Ed é interpretado por Johnny Deep (de Piratas do Caribe, aqui na melhor atuação de sua carreira) com impressionante garra e dedidcação. Através dele podemos perceber que ele era não só um cineasta sem muito senso crítico, mas um apaixonado pelo cinema que queria apenas... fazer filmes.
Mesmo lidando com baixos orçamentos, cenários de papelão, patrocinadores metidos e sua tara por usar roupas femininas, Ed Wood nunca sucumbiu. Sua dedicação a sétima arte era inquestionável.
Burton transforma-o numa espécie de Orson Wells dos filmes ruins, criando inclusive um divertido e belo encontro fictício entre os dois nos estúdios da RKO.
Outro fator de imensa beleza do filme é a amizade e admiração que Wood nutre por Bela Lugosi (Marin Landau, de Crimes e pecados, magnífico). Este, relegado ao ostracismo no fim da carreira, encontra em Wood um verdadeiro amigo, proporcionando cenas de grande sensibilidade e humor ("God, Bela!").
O elenco coadjuvante ainda conta como Bill Murray (Os Caça-Fantasmas), Sarah Jessica Parker (Sex and the City), e Patricia Arquette (Amor à Queima Roupa).
Uma fotografia expecional em preto-e-branco e a deliciosa trilha sonora de Danny Elfman completam o pacote.
Ed Wood é um grande filme, e também uma maravilhosa homenagem à todos que amam ver e fazer filmes.
Para terminar, lembre-se das palavras do adivinho que abre o Cidadão Kane de Wood, Plano 9 do Espaço Sideral: "E lembrem-se, meus amigos, que eventos futuros como este irão afetá-lo... no futuro".
Não dá pra não aplaudir!

Um comentário:

  1. eu digo: talvez o mais belo filme de todos os filmes. pronto.

    ResponderExcluir